sábado, 11 de dezembro de 2010

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Your Parfum

And for a so big desilusion
I found myself killed inside
Burning with the need of your so purely poisoning smell.
And my insanity only ends
With the killed desire of your skin
Touched with the pain of my dirty fingers.
Impure thoughts of my dear own mind
Kill me inside by the
Reality of my most immoral dreams
My very dark nightmares
And your so deep parfum.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Tento-me

You know this is for you :)
Tento-me na tentativa de te tentar na tensão intencionada do tempo que nos teme.
E tememos cada passo lúgubre perto da nossa infeliz segurança.
E temo cada suspiro deixado ao acaso no sedento desespero da minha alma perdida, fundido no desejo do pensamento de ti, que não me larga um só segundo da minha existência insana.
E a cada momento luto contra a sede que me resvala, contra a fome da carne pulsante, do sangue novo que infunde em mim toda a iniquidade reprimida no sonho negro da minha respiração ofegante do calor abrasador do quarto vazio, do silêncio absorvente que me enlouquece, da ausência que em mim queima, das chamas que me consomem, o desejo que me inflama.
A dor que dilacera o meu peito em nada se compara á necessidade da tua pele fina sobre os lençóis manchados do pecado imperdoável dos pensamentos deixados ao acaso, dos suspiros suspirados sem intenção, dos olhares olhados sem vontade e dos lábios tocados sem prazer.
Cala-me a necessidade de ti. Cala o grito surdo que abala a minha surdez intrínseca. E o choro asfixiado que me assalta. E os soluços que em abraçam, as lágrimas que me beijam os lábios sangrentos por se manterem cativos em mim por ti. E cala também a minha alma já morta, arrancada de mim. Oh gloriosos dedos perversos que de mim a arrancaram sem dó nem piedade, calem também o meu ultimo suspiro. Ali está ela, dorme calma a um canto, rodeada pelo eterno vinho da saudade, pelas uvas da desgraça que em mim venceu. Dorme, descansa na podridão decomposta deste quarto e expira uma última vez em mim.